Saiba como podemos ajudá-lo

GUARDE AQUI SEU ESTOQUE

Começar a vender online não é tão simples quanto parece. De acordo com a 3ª  Pesquisa Nacional do Varejo do Sebrae e do E-Commerce Brasil, entre 2015 e 2016, as 5 principais dificuldades encontradas na gestão do e-commerce estão relacionadas à logística, tributação, marketing, fluxo de caixa e estoque.

Quem atua com e-commerce sabe que a logística é um grande desafio, mas quando a empresa é pequena ele fica ainda maior! As dificuldades já iniciam ao tentar encontrar prestadores de serviços logísticos, negociar preços, prazos e viabilizar políticas de frete grátis ou subsidiado.

A logística de uma loja virtual, independente do seu porte, engloba basicamente duas etapas, sendo fulfillment e entrega. A primeira etapa são as atividades de backoffice, ou seja, recebimento, armazenagem, processamento de pedidos, inventário e expedição, basicamente. A segunda etapa é a coleta dos pedidos na unidade da loja virtual e frete até o endereço de entrega do consumidor.

Veja a causa dos principais problemas através de diferentes perspectivas:

Volume
Quem vende menos, transporta/processa menos pedidos e os prestadores de serviços logísticos lucram menos. A explicação para isso é que as transportadoras e operadores logísticos calculam sua rentabilidade pelo volume total transportado ou processado de cada loja virtual.

Quando isso acontece a loja virtual acaba limitada à contratação de no máximo 2 ou 3 empresas, principalmente Correios. A empresa brasileira de correios e telégrafos possui uma grande malha de distribuição e alto volume de pedidos, dois pontos essenciais para viabilizar atendimento de pequenos e-commerce. Por outro lado, apresentam uma série de problemas, já conhecidos pelos seus usuários.

Preço
Justamente pelo número de pedidos, os e-commerce com pouco volume se enquadram em tabelas de frete mais caras. Muitas vezes não compensa ao transportador nem mesmo a coleta dos pedidos na unidade operacional do cliente. Entretanto as lojas virtuais com mais envios mensais contam com preços menores de frete.

Políticas de frete
A sabedoria empresarial popular diz que “para vender bem é preciso comprar bem”. Porém quem não compra com frequência e em menor quantidade, geralmente paga mais que aqueles que compram bastante e com frequência. A consequência disso ao lojista é um preço maior no mercado ou uma margem de lucro menor! Somado a isso está o valor de frete mais alto, pelo baixo volume de entregas. Neste cenário fica muito difícil, senão impossível trabalhar com frete grátis ou mesmo parcialmente subsidiado.

Os desafios do pequeno e-commerce vão além da logística, mas esse é um assunto recorrente e pode ser nocivo para a viabilidade do negócio.

Republicado com autorização do autor. Originalmente publicado em: http://asaplog.com.br/os-desafios-logisticos-do-pequeno-e-commerce/